Broadcom aumenta a oferta e agora oferece US$ 121 bilhões para tentar comprar a Qualcomm

A californiana Broadcom está realmente interessada n aquisição da sua vizinha de estado, a Qualcomm. Em novembro do ano passado a oferta foi de US$ 103 bilhões, recusada rapidamente. Steve Mollenkopf, presidente-executivo da responsável pela família de SoCs Snapdragon, afirmou que a oferta não era digna de consideração.

Não seja por isso, agora a oferta subiu para US$ 121 bilhões. Com a oferta inicial, o valor por ação era de US$ 70, com a nova, sobe para US$ 82. Caso o acordo seja firmado, será a maior transação da história de uma empresa de tecnologia.

O conselho da Qualcomm não está nem um pouco interessado com essa negociação, na visão deles o acordo desvalorizaria consideravelmente a empresa, e que o melhor caminho seria seguir como uma empresa independente. Além dos US$ 120 bilhões da oferta, com o acordo a Broadcom assumiria os dívidas líquidas da Qualcomm, cotada em aproximadamente US$ 25 bilhões, resultado em menos US$ 146 bilhões nos cofres da Broadcom. Recentemente a Qualcomm foi multada em US$ 1.23 bilhão, devido a uma tramoia para se beneficiar no mercado de modems LTE.

De acordo com o analista Daniel Ives da GBH Insights, a Qualcomm e seu conselho tem agora uma decisão difícil, já que é realmente uma oferta atraente, e que a Broadcom está adotando uma postura agressiva para tentar alcançar o seu objetivo.

Fonte: Hardware

Tagged , , , , . Bookmark the permalink.