Novo beta do cliente Steam corrige atalhos no Linux e traz shaders Vulkan pré-compilados

Uma nova versão beta do cliente Steam já está disponível para os testadores de plantão com novos recursos e correções, como é o caso de uma correção para um erro específico com a plataforma Linux que impedia que o aplicativo criasse atalhos na área de trabalho e no menu de aplicativos no sistema do pinguim. Esse bug foi reportado desde junho na página do Steam no GitHub, então os jogadores esperaram por um bom tempo para vê-lo corrigido.

Outra grande novidade do Steam é que agora está disponível o suporte para o download automático de shaders pré-compilados da GPU para os jogos que usam a API Vulkan. Isso deve ajudar a reduzir o tempo de espera na primeira inicialização desses games, estejam eles sendo executados no Windows ou Linux.

Com isso, a Valve agora passa a distribuir automaticamente os caches de shaders em disco da Vulkan para jogos populares para acelerar os tempos de carregamento iniciais, descartando a necessidade da máquina do jogador ter que compilar os shaders da Vulkan no primeiro carregamento dos títulos. Será interessante ver o quão bem isso funciona no Linux, especialmente com o Mesa.

Há também várias melhorias para o Steam Input, incluindo uma seção para ver facilmente as configurações exportadas do gamepad de seus amigos, foi adicionado o suporte para “várias dúzias de controles Xbox” através de dados de usuários que devem permitir que esses periféricos funcionem melhor no Linux, suporte para mais gamepads do PlayStation 4 e muito mais.

Para mais detalhes, não deixe de conferir as notas de lançamento oficiais, clicando aqui.

Fonte: LinuxBuzz

Tagged , , , . Bookmark the permalink.