Sistema de classificação de jogos IARC chega ao Google Play e em breve à PSN, eShop e Live

Lá na BGS 2013, o Ministério da Justiça participou da feira para apresentar o IARC – sigla em inglês para Coalizão Internacional de Classificação Etária – uma organização que une o órgão brasileiro com agências de classificação de jogos dos EUA (o ESRB), Europa (o Pegi) e outros países.

E pra quê isso? Bem, na época, o Ministério informou que o principal objetivo do IARC era facilitar a vida dos desenvolvedores na hora de classificar o seu jogo digital ao criar um sistema que gerasse as várias classificações etárias das diferentes regiões do mundo em um único processo.

Eis que essa semana, esse sistema, também chamado IARC, finalmente estreou na loja de aplicativos do Google, o Google Play, e na da Mozilla, o Firefox Marketplace. Além disso, segundo o Ministério da Justiça, em breve chega também na PSN, Xbox Live e eShop.

O vídeo abaixo explica melhor como funciona o sistema IARC.

Isso quer dizer que eles famosos dizeres “Rated M for Mature”, “T for Teen” ou “Pegi 12” vão desaparecer dos trailers de jogos? Não, porque o que o IARC faz é unificar o processo que é necessário ser feito para receber cada uma dessas classificações em um só. Mas eles vão continuar existindo, inclusive a “Classificação Indicativa” brasileira, que é chamada de ClassInd.

Na BGS 2013, um dos representantes do Ministério da Justiça nos falou que o IARC diminui o tempo de todo o processo de classificação de jogos no Brasil, que antes era bem burocrático e que demorava 30 dias, para algo que é possível fazer em 5 minutos. O que é ótimo para os desenvolvedores, principalmente mobile. No passado, algumas das razões do atraso de lançamento de jogos, mesmo em versão digital, por aqui era justamente essa demora na classificação etária, que é algo obrigatório para o produtor ser comercializado oficialmente no Brasil. Já hoje em dia a situação é bem melhor.

Um exemplo são as versões digitais de Battlefield Hardlines e Final Fantasy Type-0 HD, que foram lançados essa semana na PSN e Xbox Live nacionais e tem lá o selo de classificações de 16 anos estampados.

E antes que alguém pergunte, não, isso não tem nada a ver com impostos ou taxações de jogos por aqui, já que essa é uma ação do Ministério da Justiça e não do Ministério da Fazenda.

Outro detalhe é que a IARC é voltada para jogos em plataformas digitais e o Google Play só é a primeira delas. “Com a adesão de novas lojas virtuais, como o Google Play, quase a totalidade do mercado de jogos e aplicativos passa a ter a classificação indicativa brasileira”, fala o Ministro de Estado de Justiça, José Eduardo Cardozo, em comunicado.

Como dito anteriormente, em breve o sistema IARC também vai estar disponível para ser usado na PSN, Xbox Live e eShop brasileiros (no caso, o do 3DS).

Fonte: Kotaku

Tagged , , , , . Bookmark the permalink.