Este pendrive está programado para fritar o seu computador

Se você é das antigas, provavelmente se lembra do disquete-bomba, um disquete construido para, supostamente, derretar o disco rígido de um inimigo. Este USB é basicamente o mesmo conceito para os tempos modernos. Foi projetado para queimar um computador de dentro para fora.

Um artigo sobre o pendrive-bomba — primeiramente postado no site russo Habrahabr por seu criador, e então traduzido para inglês no Kukuruku Hub — descreve o design e os efeitos esperados dele (mas sem os detalhes de como fazer um. Droga.) A ideia, de certa forma, é preencher a carcaça de um USB com um circuito eletrônico que libera uma alta tensão dentro da porta USB, fritando tudo ao seu redor.

De acordo com o Kukuruku Hub:

Após conectarmos o pendrive na entrada USB, um conversor DC/DC invertido é ligado e carrega os capacitadores em -110V. Quando a voltagem é alcançada, o DC/DC é desligado. Neste momento, o transitor é aberto, aplicando os -110V para a porta USB. Quando a voltagem aumenta para -7V, o transitor se fecha e o DC/DC volta a rodar. Este processo é repetido até que tudo esteja queimado.

Quem é que vai saber se isso funciona bem, e, na melhor das hipóteses, talvez queime um drive USB. É uma pegadinha meio horrorosa, mas não é exatamente o apocalipse. De qualquer forma, visitantes do blog dizem nos comentários que querem comprar um por Kickstarter, o que vai me fazer pensar duas vezes antes de espetar pendrives estranhos no meu computador. [Kukuruku Hub via Boing Boing]

Fonte: Gizmodo

Tagged , . Bookmark the permalink.