Presidente da NVIDIA pede desculpas pela GeForce GTX 970

A NVIDIA lançou há pouco tempo a sua nova linhas de placas de vídeo, baseadas na arquitetura Maxwell. A GeForce GTX 980 e a GeForce GTX 970 chegaram juntas ao mercado.

Pouco tempo após o lançamento, testes identificaram uma divergência no sistema de memória da GTX 970. Ao contrário de sua irmã maior, ela não podia utilizar totalmente os 4 GB de RAM indicados, pelo menos não como o esperado.

Testes indicaram que a placa possui efetivamente 4 GB de memória, mas em duas arquiteturas independentes. A principal, com 3,5 GB funciona com velocidade total. O restante (500 MB) é mais lenta e é utilizada apenas quando necessário. Isso pode acarretar em perda de desempenho da placa-mãe em casos específicos.

A empresa não divulgou isso no início, o que acabou causando um mal estar em relação ao público já que muita gente acabou se sentindo enganada com a manobra da empresa.

Pedido de desculpas

Agora, o presidente da NVIDIA, Jen-Hsun Huang publicou uma carta explicando a situação para o público, veja.

Olá a todos!

Alguns de vocês ficaram desapontados com a forma como descrevemos a capacidade de memória da nossa GTX 970 quando a lançamos. Posso entender o porquê e vou explicar o que houve.

Nós inventamos uma nova arquitetura de memória na Maxwell chamada “memória segmentada”.

Essa nova capacidade foi criada para que configurações reduzidas da Maxwell pudessem receber um buffer de quadros maior, ou seja, para que a GTX 970 pudesse ter 4 GB, em vez de estar limitada a 3 GB.

Existem algumas limitações nas partes superiores da memória. Mas a GTX 970 é uma placa de 4 GB e esses 4 GB são totalmente usados. Jonah Alben, nosso vice-presidente sênior de engenharia de hardware, forneceu uma descrição técnica para isso que foi bem compreendida por vários editores. Eis um exemplo do The Tech Report.

Infelizmente falhamos em comunicar isso internamente para a nossa equipe de marketing e, externamente, para os analistas. Assumo a responsabilidade por isso e quero que saibam que sentimos muito.

Em vez de ficarem animados com o buffer de quadros de 4 GB da GTX 970, alguns ficaram desapontados com nossa explicação sobre essa nova arquitetura.

Bem, deixem-me esclarecer: nossa única intenção foi criar a melhor GPU para vocês. Queríamos que a GTX 970 tivesse 4 GB de memória, pois os games estão consumindo mais memória do que nunca.

Os 4 GB de memória da GTX 970 são totalmente usados para alcançar a performance que vocês estão desfrutando. E, como sempre, nossos engenheiros continuarão a aperfeiçoar a performance dos games com atualizações que vocês podem baixar regularmente usando o GeForce Experience.

Esse novo recurso da Maxwell deveria ter sido claramente explicado desde o início.

Aprendemos nossa lição e faremos melhor da próxima vez.

Jen-Hsun

Fonte: Tecmundo

Tagged , , , . Bookmark the permalink.
  • Jonny.br

    Na verdade ele não pediu desculpas, deu nota de esclarecimento e pior, nem se que falou das configurações erronias mais importantes, a diferença em ROPs e cache l2

    • Na minha opinião ele deveria fazer um recall desse chip para todos que foram enganados