Dezesseis anos depois, o HTTP recebe uma enorme atualização para ficar mais rápido

Quando você requisita uma página ou arquivo de um servidor, seu navegador faz esse pedido usando HTTP, e o servidor responde usando HTTP também. Este é um dos padrões mais fundamentais na internet; agora, depois de 16 anos, ele finalmente ganhou uma nova versão.

O HTTP/2 será a primeira atualização para o Protocolo de Transferência de Hipertexto desde 1999, quando foi adotado o HTTP 1.1. E ele trará alguns grandes benefícios para a web.

Vantagens

Ele deve fazer as páginas carregarem mais rápido, garantir que conexões durem mais tempo, e facilitar que servidores enviem dados para o seu cache, para seu computador não ter que baixá-los depois.

Ele também terá suporte a APIs que expandem sua funcionalidade, vai oferecer mais espaço para criptografia, entre outros. Apesar das mudanças, os endereços da web continuarão usando “http://”.

E como fica o HTTPS? Na verdade, o “S” apenas significa que o HTTP comum está sendo executado através de um protocolo seguro (TLS ou SSL). O HTTP/2 também fará o mesmo para fornecer uma conexão segura. Na verdade, Firefox e Chrome provavelmente só darão suporte a ele usando TLS.

O HTTP/2 também deve resolver um problema que aflige os desenvolvedores há muito tempo. Atualmente, múltiplas solicitações de HTTP deixam os servidores lentos, impedindo que as páginas carreguem; a nova norma terá suporte a multiplexação, de modo que várias solicitações podem ser atendidas simultaneamente.

Adoção

A nova norma foi finalizada ainda hoje, de acordo com Mark Nottingham, presidente do Grupo de Trabalho para HTTP da IETF (Força-Tarefa de Engenharia da Internet). Ela vai passar por algumas etapas editoriais antes de ser publicada como um novo padrão a ser usado em navegadores e serviços da web.

O HTTP/2 foi baseado no protocolo SPDY, criado pelo Google em 2009, que carrega páginas da web 50% mais rápido que o HTTP comum. Ele foi implementado em sites como Google e Twitter, e já é suportado por todos os principais navegadores.

O Google anunciou recentemente que irá mudar para HTTP/2 o mais rápido possível, a fim de acelerar a navegação no Chrome; outras empresas devem fazer o mesmo. Desenvolvedores interessados em testar o HTTP/2 podem visitar este link para fazer isso; enquanto nós teremos que esperar até que ele seja embutido nos serviços que usamos. [Mark Nottingham viaThe Next Web]

Fonte: Gizmodo

Tagged , , , , , . Bookmark the permalink.