PCPerspective: G-Sync para dispositivos móveis confirmado, o módulo G-Sync não é necessário

Essa é provavelmente a pior semana para a NVIDIA em anos. Primeiro pelas notícias sobre as especificações da GTX 970 camufladas que foram confirmadas, e hoje nós sabemos que o G-Sync não precisa de um módulo especial para funcionar em alguns notebooks.

A investigação da PCPerspective nos mostrou conclusões chocantes. A notícia surgiu depois que alguém com o nome GameNab disse a todos que descobriu um algoritmo nos drivers da NVIDIA que permitia o G-Sync funcionar em todos os monitores eDP. Bem, esse não é exatamente o caso, esse cara simplesmente colocou as mãos em um driver (muito) especial.

Um representante do suporte da Asus Nordic acabou liberando um driver (346.87) interno com suporte ao G-Sync escondido. O driver foi liberado para resolver um problema que não tinha nenhuma relação com isso, mas ele não tinha a mínima ideia de que o suporte ao G-Sync foi adicionado. Como resultado a pessoa que recebeu o driver foi recebida com essa janela pop-up:

Com isso o driver liberado adiciona o suporte ao G-Sync em alguns notebooks. O Asus G751 é um deles.

Aqui está uma imagem dos foruns da ROG onde o driver foi liberado (a fonte), o link de download já foi desativado:

A NVIDIA confirmou a PCPerspective que essa tecnologia ainda está em fase alpha, mas que o suporte ao G-Sync não será adicionado tão rapidamente. O mais importante é que a NVIDIA confirmou que o módulo G-Sync não é necessário para que o G-Sync funcione.

Na verdade, a PCPerspective examinou o notebook inteiro da Asus a procura de um módulo G-Sync, e não encontrou nada.

Essa tecnologia ainda não está completamente funcional, existem alguns problemas com telas piscando e baixa taxa de frames.

PCPerspective:

Isso claramente nos leva a discussão se realmente são necessários módulos dedicados ao G-Sync para os atuais monitores. A fim de vender uma variedade de novos monitores no ano passado, a NVIDIA não teve outra escolha senão criar um módulo para substituir em escala os atuais monitores do mercado. Não havia monitores com interfaces DisplayPort embutidas e os normais não tinham sido criados para o Adaptive Sync. Mas com o lançamento dos monitores com o FreeSync da AMD precisamos perguntar: realmente é necessário um módulo dedicado ao G-Sync nos próximos produtos? Intrigantemente a NVIDIA diz que a resposta ainda não foi 100% decidida – no futuro, esse mesmo módulo pode ser includio, um novo módulo, ou talves nenhum módulo afinal.
Existem recursos e tecnologias no módulo G-Sync que ainda não foram reveladas, pelo menos de acordo com a NVIDIA, e com essa linha de pensamento eu não vejo a NVIDIA livrando o mercado de desktops desse requerimento tão cedo.

Fonte: Videocardz

Tagged , , . Bookmark the permalink.