Kim Dotcom quase salva Xbox Live e PSN

Kim Dotcom, uma das personalidades mais conhecidas da web, tentou salvar o Natal de gamers ao redor do planeta. Para quem ficou longe dos consoles e ficou ouvindo seu tiozinho fazendo a famigerada piada do “é pavê ou pacumê?”, saiba que as redes da PSN e Xbox Live receberam ataques de um grupo de hackers chamado The Lizard Squad.

As redes online da Microsoft e da Sony não foram invadidas, mas receberam ataques DDoS (sigla para ataque distribuído de negação de serviço), um ataque que sobrecarrega servidores e impedem seus usuários de usá-lo. Kim Dotcom ficou sem poder jogar Destiny em seu Xbox One, então entrou em contato com o grupo através do Twitter para negociar um “cessar fogo”.

Para convencer os hackers a pararem os ataques, ele ofereceu códigos para seu novo serviço de armazenamento na nuvem, o MegaPrivacy. O passe era vitalício com apenas uma condição: que os membros do grupo não atacassem mais os serviços online da Microsoft e da Sony. Caso novos ataques acontecessem, os passes seriam cancelados. Aparentemente a tática funcionou, com direito até a uma imagem de seu avatar em Destiny.

No entanto, a jogatina de Kim Dotcom durou pouco tempo. O Lizard Squad voltou a atacar os servidores e até o momento os serviços de ambos estava fora do ar. Ao que parece, subornar criminosos nunca é uma boa opção. Mesmo que você seja um fenômeno da internet.

Fonte: GameWorld

Tagged , , , , . Bookmark the permalink.