iGPU da próxima geração de i-Cores “Broadwell” dará suporte via hardware a 2x MSAA, importante para os jogos

iGPUs da Intel sempre foram ridicularizados não pela sua performance, mas sim por falta de suporte a recursos indispensáveis para projetar gráficos 3D de qualidade. Parece que isto está preste a mudar com a próxima geração “8ª” de iGPUs que estarão presentes na 5ª geração de processadores i-Cores apelidada de Broadwell.

A arquitetura Intel Broadwell possui grande número de melhorias que visam aumentar o desempenho da CPU e GPU e, ao mesmo tempo, reduzir o consumo de energia. Algumas informamos sobre os novos recursos gráficos já são conhecidas, como o aumento do número de Unidades de Execução (EU) e suporte para codec VP8. Na verdade, haverá muito mais melhorias na GPU no que diz respeito a gráficos 3D, controlador de visualização, APIs e controle da interface do usuário.

Os gráficos Broadwell sã baseados na arquitetura de oitava geração. Uma das melhorias mais importantes para o GPU do Broadwell é o aumento de 20% no número de unidades de execução (EU), ou seja, 24 EUs iGPU GT2 e 48 EUs iGPU GT3. Em cima disso, a arquitetura foi otimizada para uma melhor performance. A lista de melhorias inclui aumento do tamanho de vários caches da GPU, melhor Hi-Z e desempenho tessellation, além de aumento na taxa de Pixel preencher. A GPU suporta nativamente 2x MultiSample Anti-Aliasing via hardware.

Recursos de mídia da GPU de Broadwell foram melhorados também. A GPU agora usa Open codec VP8 para realizar a aceleração de hardware VP8 streams. O Scalable Video Codec (SVC), que estava presente em microprocessadores Haswell, agora está em conformidade com a especificação de alto perfil. O SVC High Profile remove algumas restrições iniciais e implementa suporte para resolução de vídeo arbitrária e cultivo. Além disso, os processadores com Broadwell GT3 gráficos incorporam circuitos extras para acelerar o recurso Intel Quick Sync. Não há mudanças para tecnologias de vídeo pré e pós processamento.

O controlador de visualização de Broadwell utiliza maiores clocks de exibição para algumas interfaces, o que lhe permite suportar resoluções mais altas de tela. Por exemplo, a resolução máxima para a EDP 1.3 e DisplayPort 1.2 interfaces em processadores “H” foi aumentada para 4096×2304 a 60Hz. Resolução de tela maior, de até 3840×2160, também é suportado pelos chips da série “U”. Da mesma forma, a resolução máxima para processadores “Y” é 3840×2160 a 60 Hz, no entanto, é limitada a uma exibição, e usá-lo resulta em maior consumo de energia. Além de melhorias de desempenho, a Intel também fez alguns ajustes para reduzir o consumo de energia. Para realizá-lo, acrescentaram novos recursos para duas tecnologias de baixo consumo de exibição, Panel Self Refresh and Low Power Single Pipe. LVDS e interfaces VGA foram eliminados da GPU on-chip.

Como os processadores Haswell, Broadwell também suporta APIs DirectX 11.1 e OpenCL 1.2. A Intel também vai adicionar suporte para OpenCL 2.0 e OpenGL 4.2 em alguns SKUs.

Fonte: CPU-World.com

Tagged , , . Bookmark the permalink.