Este é o primeiro celular que carrega a bateria através da tela

Toda vez que sai um novo smartphone, surge a mesma reclamação: por que a bateria não melhorou mais? Enquanto alguns componentes (como processadores) se esforçam para usar menos energia, outros – especialmente a tela – acabam reduzindo a autonomia do celular. E se a tela pudesse ajudar a recarregar a bateria?

É a ideia do Meridiist Infinite, um celular de luxo da TAG Heuer. Mas ao contrário do que andam dizendo por aí, não se trata de um “smartphone com bateria infinita”. Primeiro, ele não é um smartphone. Segundo, a bateria pode acabar. Mesmo assim, ele é bem especial.

A empresa diz que o celular conta com uma “reserva de energia perpétua” – na verdade, trata-se de um painel solar transparente da Wysips. Há uma célula fotovoltaica entre o LCD e o cristal de safira, e ele carrega a bateria.

A TAG Heuer não revela quanta energia é gerada pela luz – que pode ser solar ou artificial – mas diz que consegue “manter o nível de carga da bateria no modo standby”. Ou seja, o indicador de bateria não deve cair enquanto o celular estiver em cima da mesa, por exemplo, mas também não vai aumentar magicamente – você ainda precisará de um carregador tradicional.

Segundo o Pocket-Lint, o Meridiist Infinite não tem especificações muito animadoras. Ele possui tela de 2,4 polegadas e resolução 320 x 240, com um painel OLED monocromático na parte superior para exibir mais informações. São 8 GB de armazenamento, uma câmera traseira de 5 MP sem flash, e suporte a dois chips, tudo em um corpo de titânio e carbono.

E quanto custa essa brincadeira? A TAG Heuer não diz, mas o modelo sem carregamento solar – conhecido apenas como Meridiist – custa cerca de R$ 12.000 (€ 3.900). O Meridiist Infinite será lançado em julho, e serão fabricadas apenas 1.911 unidades, para comemorar o ano do primeiro relógio (na verdade um cronógrafo) patenteado pela empresa.

Será que o carregamento por tela chegará a outros celulares? Pode ser questão de tempo: este ano, a Alcatel apresentou uma cobertura de tela que carrega a bateria usando um painel solar transparente. A tecnologia, demonstrada abaixo pelo Pocket-Lint, deve ser lançada em 2015. [Pocket-LintEngadget via GizMag]

Fonte: Gizmodo

Tagged , , , , . Bookmark the permalink.