6ª gen de APUs da AMD, “Cariso” terá núclos CPU “Escavator” construídos em 28nm da Global Foundries

Ao longo dos últimos meses, dicas e boatos sobre a AMD da próxima geração de APUs, codinome “Carrizo” começaram a vazar para o mercado. Uma das questões mais fundamentais foi qual processo de fundição a AMD escolheria para essa nova geração,  – 28nm ou 20nm? Pela distância que a litografia de seu chips está em relação aos de seu concorrente, era fácil presumir que a AMD escolheria 20nm, mas novas informações surgiram para contrariar os especuladores. Um leitor nos deu a dica num post no fórum  SemiAccurate onde alguém reparou dados do LinkedIn, sugerindo que Carrizo, primeira APU da AMD com um CPU de núcleo “Escavadeira”, 4ª geração da arquitetura Bulldozer, é construído em 28nm.

Uma vez confirmado como verdade, isso sugere que a AMD está esperando que o nó de 20nm amadureça, pelo menos para CPUs de núcleos grandes. O processo de identificação – GF28A – é GlobalFoundries nó de silício em massa padrão. Outros usuários “funcionários antigos e atuais da AMD” afirmam Kaveri como sendo construído em 28nm SHP (Super High Performance), é o que temos ouvido antes.

Não está claro, neste ponto, se Kaveri e Carrizo são construídas em dois tipos fundamentalmente diferentes de silício de 28nm, ou se as diferentes codinomes refletir mudanças sutis. Se o alvo de 65W para Carrizo é preciso, é possível que a AMD está se movendo para um nó diferente, que enfatiza menor potência e maior eficiência.

 

 

Fonte: Extremetech.com

 

 

 

Bookmark the permalink.